O primeiro passo para criar sua marca pessoal não são as redes sociais

Eu estava sentindo falta de conversarmos aqui no blog do O Cara do Marketing sobre marca pessoal.
É frequente que as pessoas me perguntem aqui no Google Campus sobre o assunto. Por isso, resolvi começar a abordar esse assunto, muito interessante por sinal, em alguns posts.

Acho que a primeira coisa que precisamos acordar é que existem alguns grandes mitos dentro sobre a construção da imagem pessoal. Um deles, e talvez o mais nocivo, é que o primeiro passo para fixar a sua marca pessoal não é fazer um perfil e começar a postar nas redes sociais.

Esse é um grave erro cometido, principalmente, pelos empreendedores mais jovens.

O uso das redes sociais é importante, claro. Mas esses canais precisam fazer parte de um estruturado planejamento estratégico que engloba várias ações de marketing integradas.

Acredite: todas essas etapas precisam ser cumpridas para a construção de uma uma marca pessoal bem quista pelo mercado e pelos consumidores. Antes de começar-se a postar a torto e a direita nas redes sociais.

Então, por onde começar? Veja as dicas do O Cara do Marketing:

Qual o primeiro passo na criação da sua marca pessoal?

Tudo deve começar com a definição dos valores, a missão e os objetivos do seu negócio. Essas são as diretrizes que vão orientar todos os caminhos e ações no futuro

Com organização dos seus diferenciais, forças e ameaças é possível executar um planejamento estratégico voltado para eficiência, resultando, assim, na satisfação dos seus clientes. Qual é a sua qualidade que pode ser usada como seu cartão de visita? Atendimento personalizado? Agilidade dos seus parceiros? Conhecimento sobre tecnologias que vão facilitar a vida do seu cliente?

Esses pontos vão orientar a construção da sua imagem com credibilidade perante ao mercado.

A construção de uma imagem sólida leva algum tempo para ser concretizada. Podemos fazer uma analogia com uma casa, depois de todas as obras de infraestrutura prontas, pode-se começar a pensar na fachada.

O que vai determinar primeiramente a imagem da empresa são os produtos, os serviços, a atenção ao cliente, a agilidade, etc. A estrutura. E as redes sociais são apenas os canais que irão notificar isso para o mundo.

Sim, as redes sociais ajudam na sua imagem pessoal

Não confunda-se. Eu disse no começo do texto que as redes sociais não são o primeiro passo.

Mas temos que concordar que são uma excelente ferramenta de comunicação e também de vendas. Elas auxiliam na construção de uma imagem forte e na aproximação com o seu público alvo.

A criação de uma imagem virtual é um ponto-chave dentro de uma estruturada estratégia de marketing, alinhada com os seus objetivos e valores.

Com uma comunicação adequada, a sua imagem pessoal vai conectar-se com a sua audiência, tornar-se uma autoridade e gerar engajamento.

O que determina a imagem pessoal são as atitudes e como a pessoa comporta-se dentro do mercado. As redes sociais somente reforçam uma postura já concretizada.

Por isso, antes de pensar em Facebook e Instagram, garanta que seu serviço ou produto sejam de qualidade, sua atitude seja idônea e seu cliente vai preferir um trabalho sério em vez de apenas interações virtuais.

Confira os próximos conteúdos sobre marcas pessoais no blog do O Cara do Marketing! Gostou do post? Deixe seu comentários aqui!

Sobre autor Veja todos os artigos Autor website

Marcelo Sales

Publicitário, designer, palestrante e especialista em mídias sociais. Atuo como Consultor em Marketing Digital, auxiliando pequenos negócios e startups a se posicionarem de forma estratégica na web.