Saiba porque o conceito de Growth Hacking está mudando o marketing

Se você está estruturando a sua campanha de Marketing Digital, já deve ter encontrado algum material sobre Growth Hacking, uma metodologia utilizada para elevar a empresa a outro patamar em um tempo relativamente rápido. Pareceu interessante, não?

Todo empresário busca as ferramentas, recursos e as mais diversas informações para crescer dentro do mercado. Às vezes você precisa de um empurrãozinho e a aposta certa para deslanchar. O meu objetivo sempre é te ajudar nesse caminho.

Por isso, nesse post vou explicar um pouco sobre o conceito de Growth Hacking e como começar a implementar essa estratégia na sua empresa!

Qual a definição de Growth Hacking?

Como é um termo em inglês, a sua tradução não deve ser necessariamente literal. De acordo com o criador do conceito, Sean Ellis, a definição mais correta seria: marketing orientado a experimentos.

Em um português mais claro: encontrar oportunidades ou “brechas” (hacks) para alavancar o sucesso, criando estratégias específicas visando o desenvolvimento rápido da sua empresa (growth).

A ideia do Growth Hacking é mapear os “gatilhos” existentes para acionar uma curva de crescimento contínuo. Um deles, pode ser, a adoção de técnicas para captura de leads.

Colocar o Growth Hacking em prática não é algo tão simples e rápido, mas com a ajuda de profissional capacitado e com treinamento adequado para sua equipe, os resultados concretos aparecerão.

Como funciona o processo de Growth Hacking?

O conceito baseia-se em duas premissas: tecnologia e inovação. Para se conseguir resultados rápidos e eficientes é necessário “pensar fora da caixa”.

Somente assim, consegue-se encontrar gatilhos ou brechas que podem ser explorados em nome de um crescimento acelerado dentro da empresa.

Em linhas gerais, para começar a aplicar os conhecimentos, é necessário compreender as etapas do funil do Growth Hacking. Eu separei um roteiro básico de como funciona a parte prática da implementação dessa mentalidade em uma empresa para te ajudar.

1 – Aquisição: Reúna toda a sua equipe e realize um grande brainstorm sobre o que poderia ser implementado ou mudado na sua empresa para que haja um crescimento orgânico. Incentive a criatividade, ouça seu time e anote tudo. O Sebrae dispõe de um material bem legal para te ajudar nesse caminho.

Após esse primeiro passo, faça uma seleção dessas ideias. As de maior impacto devem ter prioridade na implementação. Mantenha sua equipe em alerta para acompanhar os resultados.

2 – Ativação: Essa etapa resume-se em entregar ao seu cliente, ou futuro consumidor, uma nova ideia ou estratégia que foi pensada previamente na etapa anterior.

Assim como as metodologias de gestão de processos, como o Scrum, onde existe o líder do projeto, no processo de Growth Hacking é necessário que exista alguém que conduza a implantação.

Essa pessoa precisa entender de processos, metodologias de experimentos, tecnologia e psicologia do consumidor.

Na fase de implantação, garanta que tudo esteja funcionando como o planejado, desde dos profissionais certos até as ferramentas utilizadas.

Fique atento aos processos de operação e, aos resultados preliminares, para confrontar com os dados esperados. Lembre-se que tudo se baseia na experimentação.

3- Retenção: Neste momento, você já aplicou a sua nova ideia e os clientes estão satisfeitos. Continue o seu monitoramento, seguindo o roteiro traçado para que os seus clientes continuem consumindo seu produto ou serviço.

4- Receita: Nessa etapa demonstra se a sua estratégia segue funcionando perfeitamente. Porque aqui os clientes já estão te dando um retorno financeiro (por exemplo, usam a sua versão paga em vez da gratuita).

5- Indicações: Esse é grande fechamento e a comprovação de que sua hipótese foi acertada. Já satisfeitos com o seu serviço, os clientes indicam a sua empresa a amigos e conhecidos. A sua rede de consumidores aumenta de forma gradual, um crescimento real e concreto.

Depois de passado por todo esse processo, agora é o ponto de avaliar os resultados. Se essas ações realmente atingiram o esperado, se sim, continuar seguindo com essas iniciativas, se não, reúna novamente sua equipe e teste novamente.

Está esperando o que para começar com o Growth Hacking?

Com essas dicas básicas, você já pode começar a mudar a mentalidade da sua empresa. Com o Growth Hacking você vai encontrar e explorar as brechas para fazer a sua empresa crescer na velocidade da luz.

Caso você não tenha um profissional para liderar o Growth Hacking da sua empresa, ou uma equipe estruturada que pode ajudar no tema, existem profissionais especializados que podem te ajudar a obter resultados semelhantes.

O Growth Hacking é mais uma forma de pensar do que um cargo ou uma posição formal. Um profissional preparado pode fazer a diferença entre o gatilho e disparo para acertar em cheio o sucesso. O importante é começar a pensar nisso, agora.

E então, o que acha de começar a pensar em Growth Hacking para implementar na sua empresa? Lembre-se de que sempre estou aqui para ajudar!

Sobre autor Veja todos os artigos Autor website

Marcelo Sales

Publicitário, designer, palestrante e especialista em mídias sociais. Atuo como Consultor em Marketing Digital, auxiliando pequenos negócios e startups a se posicionarem de forma estratégica na web.