10 lições que uma startup vai te ensinar

Trabalhar numa startup é bastante diferente de trabalhar numa grande empresa. Sendo organizações mais pequenas, acabam por ter horário e ambiente de trabalho mais descontraídos. Por outro lado, o nível de responsabilidade de cada um é bastante mais elevado e a pressão para ter bons resultados é grande.

Quem já trabalhou numa startup teve a oportunidade de aprender lições que lhe vão ser úteis para toda a carreira, confira as 10 lições que uma startup vai te ensinar:

1. Não pare de aprender
startup-nao-pare-de-aprender
Com os desenvolvimentos a nível de tecnologia e métodos de trabalho, é importante que actualize constantemente os seus conhecimentos. Pesquise formas de simplificar as suas tarefas e reduzir o desperdício de recursos. Os colaboradores destas empresas sabem que há sempre mais a aprender sobre a indústria. Por isso, numa startup, é usual ler livros e artigos sobre os projectos onde se pretende entrar.

Não é obrigatório voltar a estudar para se manter informado – pode aprender uma nova linguagem informática, seguir blogs/sites noticiosos focados na sua área de negócio e participar em workshops.

2. Seja flexível

startup-seja-flexivelQuem trabalhou numa startup, sabe que um dia pode estar a trabalhar no escritório, no outro dia em casa, no outro numa convenção e depois, que sabe, até num café ou esplanada. Mostre-se flexível em relação ao horário e ao tipo de tarefas que lhe são impostas. Se a empresa lhe lançar um desafio, agarre-o e faça o seu melhor.

3. Arrisque
startup-arrisque
Se estiver a pensar mudar de carreira, pedir mais responsabilidades ou começar um negócio próprio, tem que arriscar. Numa startup, todos os dias tem que tomar decisões difíceis, mesmo que isso implique falhar. Estes riscos permitem-lhe crescer psicologicamente e aprender a escolher o melhor caminho. Não se deixe prender na rotina: arrisque utilizar novas metodologias de trabalho, mudar de emprego ou atacar novos mercados.

4. Perceba que todas as ideias são boas
startup-percebe-que-todas-as-ideias-sao-boas
Por vezes, são as ideias mais descabidas que se transformam em oportunidades de negócio. Não descarte as suas ideias à partida –  deixe-as amadurecer. A originalidade é um dos factores principais no sucesso de uma empresa. Se o produto não for original, pelo menos a comunicação tem de o ser.  Só com ideias que, inicialmente, parecem “loucas” é que se consegue dar algo realmente novo ao público. Liberte-se de preconceitos e ajude as empresas a mostrarem a sua singularidade.

5. Encontre uma oportunidade na adversidade
startup-encontre-uma-oportunidade-na-adversidade
Quem trabalha numa startup encontra muitos obstáculos, mas isso não é suficiente para os parar. Por vezes, uma crítica por parte de um cliente ou um mercado demasiado saturado podem revelar-se como oportunidades. Digamos, por exemplo, que vende relógios e que um cliente deixa de utilizar o seu produto porque se quebra facilmente. Em vez de desistir desse cliente, pode desenvolver uma solução à sua medida – uma protecção em silicone. Quem sabe se este novo produto não tem um maior volume de vendas? Nunca desista perante uma ameaça.

6. Não leve as críticas para o lado pessoal

startup-nao-leve-as-criticas-para-o-lado-pessoalReceber críticas sobre o trabalho é sempre difícil. Mas em vez de pensar que as chefias têm algo contra si, compreenda que o projecto não esteve à altura das expectativas, pelo que tiveram que o chamar à atenção. Não é a sua personalidade que está a ser “julgada”, mas sim o resultado do seu trabalho. Procure ver o lado de quem o critica. Se tiver razão, ponha os seus sentimentos de lado e trabalhe de forma a melhorar os pontos fracos do seu projecto.

7. Goste do seu trabalho
startup-trabalho
Trabalhar numa start-up e ver um negócio crescer tem um lado óptimo: a criação de um laço emocional com o produto/serviço que está a desenvolver. Isto possibilita acordar todos os dias com a determinação necessária para ajudar o negócio a prosperar. Só com muita paixão pelo projecto é que os colaboradores se mantêm motivados. Leve este ensinamento para uma grande empresa – “A única forma de fazer um bom trabalho é gostar do que faz” (Steve Jobs).

8. Faça-se ouvir na empresa
startup-faca-se-ouvir
Independentemente da sua função, a sua opinião sobre os projectos da empresa é importante. Todos temos diferentes experiências e percursos académicos, pelo que a sua opinião pode mostrar um ponto de vista que a chefia ainda não tinha analisado. Seja participativo e ajudará a empresa a crescer.

9. Organize-se
startup-organize-se
Numa start-up cada colaborador acumula várias funções. Por isso, é indispensável manter-se organizado. Faça listas de tarefas e limpe a sua secretária. Não se esqueça de organizar os documentos no seu computador. Encontrará os ficheiros que precisa mais rapidamente.

10. Tenha vida social depois do trabalho
startup-tenha-vida-social-depois-do-trabalho
A pressão numa startup é imensa. Os prazos são apertados, há poucas pessoas com quem dividir trabalho e, por vezes, é necessário trabalhar pela noite dentro. Por esse motivo, os colaboradores têm que conseguir abstrair-se do trabalho de vez em quando. Os hobbies são ideais para se libertar do stress e fazer algo de que gosta, ao mesmo tempo que “limpa” a cabeça do seu trabalho. Conseguir conjugar o trabalho e a vida pessoal é crucial em qualquer profissão. Permita-se sair, tomar um café, viajar e divertir-se. Depois, voltará ao trabalho revigorado e pronto para enfrentar qualquer desafio.

Este artigo foi adaptado do original: Lifehack

Sobre autor Veja todos os artigos Autor website

Marcelo Sales

Publicitário, designer, palestrante e especialista em mídias sociais. Atuo como Consultor em Marketing Digital, auxiliando pequenos negócios e startups a se posicionarem de forma estratégica na web.