Transforme a sua empresa em uma máquina de vendas

Transformar a sua empresa em uma máquina de vendas é o sonho de qualquer empresário. Após desenvolver um produto ou serviço de qualidade e se posicionar no mercado, é preciso lutar para conquistar constantemente novos clientes e fidelizar aqueles já existentes. E o Cara do Marketing pode ajudá-lo nesse processo.

É na internet que estão as oportunidades de negócio. Justamente por conta disso, o marketing digital não para de crescer. Uma empresa que deseja alcançar o sucesso no mundo digital precisa saber como explorar as principais estratégias disponíveis: e-mail marketing, produção de conteúdo, redes sociais, remarketing, chatbot, entre outras.

Porém, apenas usar essas ferramentas não é o suficiente. As ações executadas precisam ser bem planejadas para que envolvam o público. Quando isso funciona corretamente, torna-se mais fácil conduzir um visitante pelo funil de vendas até que ele se torne um consumidor. E é exatamente dessa forma que você transforma a sua empresa em uma máquina de vendas.
Vamos entender melhor como o Cara do Marketing pode ajudá-lo ao longo desse processo?

Growth Marketing: o combustível da máquina de vendas

Você já ouviu falar sobre o Growth Marketing? Essa é a estratégia de marketing voltada para o crescimento escalável e sustentável de uma empresa. E é também essa a filosofia por trás de uma máquina de vendas.

Todas as métricas do Growth Marketing são focadas no crescimento do negócio. Por isso, ele aprofunda ainda mais no funil de vendas, entrando também nos estágios de Ativação, Retenção, Receita e Recomendação.

  1. Consciência: atração de visitantes para os canais da sua empresa
  2. Aquisição: reúne práticas para mostrar a sua proposta de valor e converter leads
  3. Ativação: possui foco em fazer com que o usuário experimente a sua solução e tenha uma primeira boa experiência
  4. Retenção: busca satisfazer os clientes para que eles continuem utilizando a sua solução
  5. Receita: acontece quando os clientes geram faturamento para a empresa (e não ficam limitados a usar a versão gratuita de uma solução, por exemplo)
  6. Recomendação: etapa em que os clientes indicam a sua solução para seus amigos

Para tornar o processo de vendas ainda mais eficiente, o Growth Marketing explora o conceito de Funil Y – que é um modelo de pipeline que integra os processos de Outbound e Inbound de maneira inteligente.

Ele soma o poder de atração de leads do Inbound Marketing com a prospecção do Outbound Marketing para gerar ainda mais oportunidades reais de venda com a qualificação dos leads. 

Benefícios de uma máquina de vendas

Quando falamos sobre construir uma máquina de vendas, estamos falando sobre a criação de um ecossistema para atração, nutrição e conversão de clientes que funciona de forma eficiente. Em vez de aplicar esforços manuais para negociar com um cliente por vez, é possível atrair dezenas de possíveis clientes todos os dias.

Dessa forma, é possível obter os seguintes benefícios:

  • Aumento das oportunidades de negócio geradas
  • Crescimento da produtividade da equipe de vendas
  • Condução adequada dos leads pelo funil de vendas
  • Mais informações para a tomada de decisão
  • Redução de custos com ações de marketing e vendas
  • Aumento da receita gerada
  • Crescimento sustentável e escalável do negócio

Como podemos transformar a sua empresa em uma máquina de vendas?

A proposta do Cara do Marketing é guiá-lo ao longo do processo de transformação da sua empresa em uma máquina de vendas. Ao final do período de mentoria, você conseguirá a sua empresa em uma máquina de vendas – usando as ferramentas que estão disponíveis na internet.

Quer entender como essa máquina de vendas funciona? Então confira quais etapas nós vamos percorrer:

1. Inbound Marketing

Todo o processo de Mentoria do Cara do Marketing é baseado no Inbound Marketing. Ou seja, buscamos construir bons relacionamentos com as pessoas que têm contato com a sua empresa. A partir disso, podemos identificar oportunidades e gerar vendas.

Veja como trabalhamos o Inbound Marketing para gerar mais vendas:

  1. Produção de conteúdo para gerar tráfego. Com a produção de conteúdo para o blog da empresa e disponibilizando materiais gratuitos você consegue aumentar o tráfego nas suas páginas – explorando Google, Facebook e Instagram.
  2. Geração de leads. Após aumentar o volume de acessos nas suas páginas, é preciso incentivar os usuários a deixar os seus dados de contato com landing pages e formulários de inscrição. 
  3. Gestão dos leads. Depois de coletar os dados de contato, é preciso gerenciar os leads para identificar quais deles são oportunidades reais de negócio. Esse acompanhamento é fundamental para transformar os seus esforços em vendas.

2. Outbound Sales 2.0

Com o crescimento do Inbound Marketing, as ações de Outbound começaram a perder a força. Porém, a internet permite colocar em prática algumas ações focadas mais diretamente na venda que podem funcionar em paralelo ao Inbound Marketing.

Para isso, basta que você tenha domínio total sobre as suas personas – sabendo por quais características procurar em um cliente ideal. Com base nisso, você pode explorar as ferramentas disponíveis na internet (como o LinkedIn Sales Navigator) para encontrar essas pessoas e seus dados de contato. A partir disso, você pode trabalhar para colocá-las no seu funil de vendas.

3. Sales Engagement

Você está gerando novos leads com o Inbound Marketing e captando possíveis interessados na sua empresa com o Outbound Sales 2.0. Ou seja, você possui dezenas de novos contatos surgindo a todo instante para transformá-los em clientes.

Porém, uma máquina de vendas precisa vender! Ou seja, é fundamental saber o que fazer após obter esses dados de contato. E essa é a principal dificuldade vivida por muitos dos empresários que passam pelo Programa de Mentoria do Cara do Marketing.

Para isso, é preciso estruturar um fluxo de prospecção, que inclui diversas abordagens para nutrir esses leads e levá-los a agendar uma primeira conversa com a sua empresa. Esse processo pode incluir uma aproximação nas redes sociais, e-mail de boas-vindas, cold call, e-mails com conteúdos, e-mails com resultados, entre outras abordagens.

O mais bacana desse processo todo é que muitas das etapas podem ser automatizadas e apenas ao final do processo é necessário que um vendedor entre em contato com o potencial cliente. E após esse contato ainda é possível estruturar novos fluxos de ação de acordo com a reação do lead – fechando a venda ou voltando para a etapa de nutrição.

4. Business Intelligence 

Para que a sua empresa realmente se transforme em uma máquina de vendas é preciso entender o funcionamento dessa máquina, certo?

Imagine que você tenha uma máquina para produzir embalagens. É fundamental saber a capacidade de produção da máquina, como operá-la para maximizar a produtividade, como evitar danificá-la e estudar o impacto financeiro desse processo produtivo. E com o marketing digital da sua empresa isso funciona da mesma forma.

Uma empresa que usa o RD Station possui todas as informações dos seus leads centralizadas em uma única plataforma. Ao cruzar essas informações com os resultados de marketing e vendas (no Google Analytics, por exemplo), é possível responder a uma série de perguntas que contribuem para tornar essa máquina de vendas cada vez mais eficiente:

  • Quais canais geram mais oportunidades de negócio?
  • Qual é o custo de aquisição de um cliente? 
  • Quanto tempo demoramos pra fechar uma venda?
  • Quantas vezes um usuário visita a sua página antes de se tornar um lead?
  • Quantas oportunidades são necessárias pra fechar uma venda?
  • Qual é o retorno sobre o investimento em marketing?

Os resultados da sua máquina!

Ao reunir todos os esforços que acabamos de ver, você pode esperar os seguintes resultados:

Quanto custa implementar uma máquina de vendas?

O custo de uma máquina de vendas pode variar bastante de acordo com o volume de leads e as ferramentas utilizadas. Mas é possível ter uma boa noção com base nos principais recursos tecnológicos usados para movimentar essa máquina:

  • RD Station (Marketing)
  • Pipedrive (CRM)
  • Reev (Sales Engagement)
  • LinkedIn Sales Navigator (Inteligência Comercial)
  • Ramper  (Prospeção de Leads)
  • Zenvia (Chatbot+WhatsApp Business)
  • Google Analytics (Inteligência de Dados)

Assim, apenas com softwares levantamos um investimento mensal aproximado de R$ 2.485,00 , considere que algumas ferramentas são cobrados em dólar, quantidade de usuários e base de leads.

Além desses custos com ferramentas, também é fundamental considerar os seguintes gastos:

  • Profissionais de marketing e vendas (sejam eles contratados ou terceirizados)
  • Compra de mídia para impulsionar as ações
  • Especialista em marketing digital para auxiliá-lo ao longo do processo – incluindo consultoria, treinamentos e pesquisas

Então, vamos criar a sua máquina de vendas?

Após o trabalho desenvolvido com o Cara do Marketing, você terá em mãos uma máquina de vendas para gerar tráfego, nutrir leads, construir oportunidades de venda e melhorar constantemente esse processo com base nas informações coletadas. 

Está preparado para ampliar os horizontes da sua empresa com o auxílio de um aliado no seu desenvolvimento? Trabalhando em conjunto, podemos transformar a sua empresa em uma máquina de vendas aproveitando todas as oportunidades do marketing digital.

Estamos em busca apenas de pessoas comprometidas em fazer acontecer e expandir seus negócios através de estratégias de Marketing Digital. Por isso, selecionamos criteriosamente cada aplicação feita. Se você é uma dessas pessoas, faça sua aplicação agora!

Sobre autor Veja todos os artigos Autor website

Marcelo Sales

Publicitário, designer, palestrante e especialista em mídias sociais. Atuo como Consultor em Marketing Digital, auxiliando pequenos negócios e startups a se posicionarem de forma estratégica na web.