10 métricas de marketing de conteúdo que você provavelmente não está acompanhando (mas deveria estar)

Quais métricas de marketing de conteúdo você costuma acompanhar para mensurar os resultados alcançados pela sua empresa? Apesar do grande crescimento do marketing de conteúdo entre as empresas brasileiras, ainda são poucos os empresários que sabem como avaliar a eficiência de suas estratégias.

Será que os conteúdos publicados pela sua empresa realmente contribuem positivamente para os resultados? Quais são as ações que mais geram resultados? Como o público reage aos seus conteúdos? Essas são apenas algumas das questões que podem ser respondidas para melhorar a visão sobre uma estratégia de marketing de conteúdo.

Para ajudá-lo a alcançar cada vez resultados mais positivos, preparei para você uma lista com 10 métricas de marketing de conteúdo que você precisa acompanhar. Confira.

A importância de monitorar os resultados do marketing de conteúdo

Imagine que você seja desafiado a acertar a trave de uma goleira com 10 chances de chutar a gol. Cada oportunidade perdida contribui para o acerto no próximo chute, certo? Você pode regular a força necessária, a altura do chute, a técnica que concede mais controle, entre outros fatores.

Agora imagine que você tenha que realizar esse desafio vendado. Nessa situação, é impossível realizar essas pequenas melhorias entre um chute e outro. Talvez você chute todas as bolas por cima do gol – mas não estava ciente disso para diminuir a força.

Colocar em prática uma estratégia de marketing de conteúdo sem monitorar os resultados é como tentar acertar a trave com os olhos vendados. Você não consegue identificar quais ações realmente funcionam e nem encontrar pontos que podem ser melhorados.

Uma empresa que monitora as métricas de marketing de conteúdo consegue entender com clareza como pode atingir os seus objetivos. Trata-se do uso das informações coletadas para direcionar as ações com mais eficiência.

10 métricas de marketing de conteúdo que você precisa acompanhar

Mas então, quais são as métricas de marketing de conteúdo que não podem ficar de fora do seu radar? Confira logo a seguir quais são elas e suas principais características:

1. Longevidade de conteúdo

Você está gastando tempo e dinheiro criando um ótimo conteúdo. Mas você sabe por quanto tempo um material continua a colher recompensas? Será que os seus artigos são acessados apenas na primeira semana e depois são esquecidos ou os acessos continuam mesmo após meses?

Uma ótima forma de acompanhar isso é utilizando o encurtamento de links do Bitly. Essa ferramenta mostra um gráfico de acessos no link através do tempo – permitindo acompanhar a evolução de cliques ao longo dos dias.

Com base nessa informação, você pode planejar o melhor momento para a publicação dos seus conteúdos. Conhecendo o período de maior engajamento dos materiais, você consegue prever o comportamento do público – aumentando as chances de engajamento.

2. Número de retorno dos visitantes

Um dos objetivos do marketing de conteúdo deve ser construir o público do seu blog por meio de conteúdo e relacionamentos de alta qualidade. Quando você recebe alguém que acessa suas páginas somente uma vez, não podemos considerar que foi construído um relacionamento. A medição do número de retorno dos visitantes fornece mais informações sobre a melhor forma de adquiri-los e retê-los.

3. Tempo envolvido com conteúdo

Vivemos em um mundo barulhento, e sua marca tem que encontrar maneiras de se destacar da multidão. E uma das melhores maneiras de fazer isso acontecer é fazer com que as pessoas se envolvam com seu conteúdo.

Quanto maior é o engajamento de um usuário com uma marca, maiores são as chances de que ele lembre dos seus produtos ou serviços quando estiver preparado para a compra. É por isso que acompanhar o tempo médio que os usuários passam consumindo os seus conteúdos pode ajudá-lo a extrair o melhor da sua estratégia.

4. Contribuição do público

Outra das métricas de marketing de conteúdo que não recebe a importância devida é a contribuição do público. Na prática, trata-se do monitoramento das contribuições que o público faz – como avaliações online, comentários ou compartilhamentos. 

Fazer com que os membros do seu público contribuam para o seu conteúdo cria prova social e ajuda você no processo de vendas. Para aumentar as chances de colocar isso em prática na sua empresa, é preciso acompanhar quais são os formatos de conteúdos que mais incentivam a contribuição.

5. Redução do tempo de compra

Em teoria, o bom marketing de conteúdo facilita a venda a seus clientes antes que você fale com eles, certo? Porém, as métricas de marketing de conteúdo precisam conseguir mensurar o quanto isso realmente ocorre na prática.

Infelizmente, as ações de marketing de conteúdo podem tornar mais difícil mensurar o ciclo de compra medido tradicionalmente. Com tantos novos caminhos para a coleta de informações, pode ser difícil determinar quanto tempo leva para ir da primeira interação até a compra.

Mesmo assim, os profissionais de vendas entendem o poder do ciclo de compra – e é hora de os profissionais de marketing de conteúdo também o adotarem. Medir o ciclo de vida a partir do momento em que um usuário se inscreve na sua lista de e-mail é uma maneira fácil de implementar essa métrica.

6. Relação entre custo e eficácia

Uma estratégia concisa e duradoura de marketing de conteúdo custa dinheiro. Se você não conseguir fazer isso sozinho, precisará investir em alguém que possa ajudá-lo a desenvolver um ótimo conteúdo. Se bem feito, esse conteúdo deve reduzir o custo médio que você está gastando por lead.

Meça quanto você gasta com a entrada em comparação com a saída. Isso inclui os custos da equipe de criação de conteúdo, além de todas as despesas gerais. Assim como todos os outros investimentos feitos pela sua empresa, você deve buscar por um retorno lucrativo.

7. Leads por palavra-chave

Quando alguém o encontra por vontade própria, é quase sempre mais lucrativo para o seu negócio. O SEO é apenas uma maneira orgânica de as pessoas encontrarem sua empresa. E essa pode ser uma solução fantástica para maximizar a lucratividade.

Entender quais palavras-chave estão trazendo leads pode ajudar a direcionar seus futuros esforços de marketing. Com essas informações, você saberá em quais palavras-chave se concentrar, qual conteúdo continuará compartilhando e quais novos tipos de conteúdo serão criados.

8. Vendas do marketing de conteúdo

Você pode vincular seus esforços diretamente ao aumento da receita? Se não, como você gerencia adequadamente o desempenho e o orçamento?

O retorno sobre o investimento é uma das principais métricas de marketing de conteúdo. E é muito mais simples de medir do que você imagina. Você precisa medir sua receita, custos de produção e custos de distribuição. Então, é apenas uma fórmula simples:

Retorno sobre o investimento = renda gerada / (custos de produção + custos de distribuição)

9. Custos de Produção

Acabamos de falar sobre a importância dos custos de produção para calcular o retorno sobre o investimento, certo? Provavelmente, você não está criando todo o seu conteúdo sozinho. A maioria das empresas contará com a ajuda de outras pessoas em seus esforços de criação de conteúdo ou marketing de conteúdo.

Isso significa que você precisa entender o que está custando mês após mês. Entre os custos que você deve considerar estão a contratação de um freelancer ou uma agência, a sua equipe interna que trabalha com a produção de conteúdo, ferramentas e outros serviços usados para tornar viável a sua estratégia de marketing de conteúdo.

10. Custos de Distribuição por Peça

As pessoas assumem que a distribuição de conteúdo é uma forma gratuita de atrair tráfego. Mas, com cada vez mais empresas online, a distribuição de conteúdo não é tão simples quanto atualizar o feed do Twitter.

Veja alguns exemplos dos tipos de custos de distribuição que você pode ter que pagar:

  • Atualização das mídias sociais (se você pagar alguém para gerenciá-lo)
  • Pagamento de influenciadores digitais (você deve contabilizar o custo do seu tempo)
  • Promoção paga nas redes sociais
  • Redes de publicidade nativa

No geral, você precisa avaliar quanto está gastando por conteúdo publicado. Isso fará com que você tenha uma visão mais profunda do seu verdadeiro orçamento de marketing de conteúdo e de sua eficácia.

Por que integrar o marketing de conteúdo com Inbound Marketing?

Acompanhar todas essas métricas de marketing de conteúdo que acabamos de abordar é fundamental para encontrar os melhores caminhos para prosperar na internet. Porém, esses resultados podem ser ainda melhores se você integrar a produção de conteúdos com o Inbound Marketing.

Quando todas as suas ações digitais estão alinhadas, é possível maximizar os resultados e otimizar a eficiência. Afinal, a produção de conteúdos é uma ótima forma de movimentar as suas estratégias de Inbound Marketing.

Como você avalia a sua estratégia de Inbound Marketing? O que acha de marcarmos um bate-papo para pensar na sua estratégia? Basta preencher este briefing!

Garanta o auxílio que você precisa para deslanchar na internet!

Além de monitorar as principais métricas de marketing de conteúdo, você também precisa ficar de olho em muitos outros fatores para garantir resultados positivos na internet, não é? Ações de e-mail marketing, mídias pagas, redes sociais, remarketing, entre muitas outras.

Coordenar tantas ações digitais é um grande desafio para muitos empresários. O Programa de Mentoria do Cara do Marketing foi criado com o objetivo de ajudá-lo a integrar as ações de marketing digital para deslanchar na internet.

Ficou interessado em consolidar a presença digital do seu negócio? Então faça a sua aplicação no Programa de Mentoria do Cara do Marketing!

Sobre autor Veja todos os artigos Autor website

Marcelo Sales

Publicitário, designer, palestrante e especialista em mídias sociais. Atuo como Consultor em Marketing Digital, auxiliando pequenos negócios e startups a se posicionarem de forma estratégica na web.